Arquivo da categoria: SAÚDE

5 Motivos pelos quais NÃO devemos fazer dieta no início do ano

Acontece todos os anos. Nas resoluções de Ano Novo, um dos pontos é invariavelmente emagrecer/fazer dieta (o que não aconteceria se tivéssemos seguido – eu incluída – as minhas dicas para evitar engordar durante as festas).

No entanto, será que fazer dieta em Janeiro (ou em qualquer outra altura do ano) é boa ideia?

Há casos em que, por motivos de saúde (colesterol ou outros valores elevados) ou de peso elevado (com riscos para a saúde ou articulações) o ideal é efetivamente fazer dieta – sempre aconselhada por uma nutricionista – na maioria dos casos em que nos incluímos, em que o que pretendemos é emagrecer dois ou três quilos que engordamos nas festas ou desintoxicar o corpo de todos os doces e fritos que enfardamos comemos no Natal, então provavelmente uma dieta rigorosa não é a melhor solução.

Vantagens de fazer dieta

Perder peso rapidamente. É verdade, as dietas intensivas fazem com que percamos aqueles quilos que apareceram não sabemos de onde (talvez das 6375 rabanadas e 45 travessas de leite creme quentinho com canela…).

Ego e autoestima elevados. A perda de peso rápida aumenta a nossa autoestima e faz-nos sentir no nosso melhor. Além disso, é a concretização de um dos primeiros objetivos para o novo ano, algo que pode aumentar a motivação para o manter e alcançar os restantes.

Porque não fazer dieta após o Natal

Recuperação do peso após a dieta terminar. Sejamos sinceras, ninguém consegue manter uma dieta para sempre. E o perigo das dietas intensivas é que após terminarem, há uma tendência para engordar tudo outra vez.

Alterações do humor. Yep, o nosso humor vai mudar…. e muito! Vamos começar a ser mais respondonas, chatas e implicativas com toda a gente que não esteja a fazer dieta.

giphy

Difícil de gerir. Principalmente quando se mora com outras pessoas que não estão a fazer dieta, seja pais, irmãos, namorado, marido, amigos… Uma coisa é o casal estar a fazer dieta em conjunto, outra coisa é ver o nosso marido a comer um bife à portuguesa e nós com uma mini posta de salmão grelhado com batata cozida. É também difícil de gerir quando não se tem tempo de ir a casa almoçar, muitas vezes não há opções “diet” nos estabelecimentos onde trabalhamos.

Dificulta a vida social. Já deram por vocês a não ir a um jantar, aniversário, etc. porque não queriam estar em ambientes propícios a “estragar a dieta”?

Stress e ansiedade. Apenas quem já fez uma dieta intensiva sabe: a dieta torna-se uma obsessão, sugando as nossas energias (que poderiam e deveriam estar concentradas noutros objetivos) e, sobretudo, deita-nos abaixo quando cedemos a algum desejo, deixando-nos frustradas e a pensar mal de nós mesmas só porque não aguentamos e comemos uma bolacha.

Uma dieta equilibrada

Quer sejamos mais ou menos a favor das dietas, todos somos unânimes que uma alimentação saudável é o melhor para o organismo e a maneira mais equilibrada de comer. Assim, a minha recomendação é que não se caia na tentação de fazer dietas loucas para perder uns quilos de forma super-sónica, mas que se adote uma alimentação equilibrada ao longo de todo o ano (e uma alimentação equilibrada inclui umas asneiras de vez em quando!!!).

  • Ao adotar uma alimentação equilibrada é mais fácil de gerir e partilhar com quem mora connosco.
  • O stress e ansiedade diminui drasticamente pois não estamos constantemente a pensar em comida ou se o lugar onde vamos tem “sopa sem batata”
  • Podemos comer o que nos apetecer (e matar aquela vontade de um miminho – entenda-se, um chocolate – de vez em quando) desde que em doses moderadas

pro_cleanse_goop

Um truque para conseguir uma alimentação saudável em casa: fazer uma lista de supermercado com todos os ingredientes que são precisos para cozinhar todos os pratos previamente planeados para uma semana e não comprar nada além disso. Ao ter alimentos mais calóricos em casa, há sempre a tentação de os comer! Isto não quer dizer que não possamos ter um queijo fresco ou uma barra de chocolate negro! Mas podemos muito bem evitar comprar 3 latas de leite condensado 😉

Gostaram destas dicas? Que cuidados alimentares contam ter este ano? Partilhem connosco e vamos ajudar-nos umas às outras a manter uma alimentação saudável.

Sigam o Pronta e Vestida através da NEWSLETTER semanal e no FACEBOOKPINTEREST INSTAGRAM.

Anúncios

Beauty Tip – Como manter o peso na época de Natal

Ainda faltam três semanas para o Natal mas os jantares já começam a acumular-se. É o almoço de trabalho, o dos amigos da faculdade, o dos amigos de infância, o da pós-graduação, etc. etc. etc. terminando com a consoada e o dia de Natal, com todas aquelas delícias que só as nossas mães, avós e tias sabem fazer.

O resultado? Chegar a 26 de Dezembro com mais 5 quilos (mas felizes!).

Para que consigamos aproveitar todos o convívio e os sabores natalícios mas sem perder (muito…) a linha, aqui ficam X dicas para não engordar durante a época de Natal:

1. Não ficar muito tempo sem comer. Eu sei, isto parece contraditório, mas o que acontece é que muita gente quando tem um jantar de Natal passa o dia todo sem comer ou a comer muito pouco por “mais tarde já vou exagerar”. Isto é uma estratégia completamente errada pois ao privar-nos de comer normalmente durante o dia, só vamos chegar ao jantar com muito mais apetite e, pior!, apetite por coisas calóricas e deliciosas. O ideal é comer normalmente e sobretudo alimentos ricos em fibra, para dar sensação de saciedade.

2. Ter cuidado com o álcool. As bebidas alcoólicas engordam bastante por isso é necessário controlar a sua ingestão. Não quer isto dizer que têm de estar completamente sóbrias a aturar o senhor Manuel da contabilidade no jantar da empresa (se bem que em jantares da empresa não é de todo recomendável abusar no álcool!!!) mas tentar evitar beber mais do que dois copos por jantar.

3. Se a festa ou jantar é na nossa casa é natural que enquanto fazemos um bolo maravilhoso ou uma mousse deliciosa, acabamos por provar, petiscar, comer um bocado de massa ou da tablete de chocolate. Ou que quando passamos pela mesa já com as entradinhas todas postas vamos roubando uma aqui e ali. A solução é ter sempre uma pastilha elástica na boca, para evitar a tentação de ir comendo o que estamos a cozinhar.

4. Não fazer dieta. Parem de se massacrar e tentar convencer de que “este Natal nem vou tocar em doces!”. Estabelecermos proibições nesta altura é o pior que podemos fazer. Não só o fruto proibido é o mais apetecido como iremos ficar ainda mais frustrados ao ver todos os nossos amigos a comer coisas saborosas e nós com uma posta de peixe grelhado. O truque é provar um pouco de tudo mas em quantidades mais pequenas e não cortar fatias de bolo com um palmo de largura ou comer três taças de baba de camelo.

5. Mais uma vez, se o jantar ou festa for em vossa casa, comprem tupperwares descartáveis. O que é que acontece normalmente depois de uma festa? Sobra sempre imenso! Se todas aquelas comidas e sobremesas deliciosas ficarem em nossa casa acabamos por passar mais 4 ou 5 dias a comer “restos” de tronco de Natal ou de recheio de peru com farofa. Antes de os convidados saírem, preparem umas pequenas tupperwares com um mix de tudo o que sobrou e ofereçam aos convidados coma  desculpa de “assim amanhã já não têm de cozinhar”.

holiday_weight_leftovers

Dica extra para quem não quer meeeesmo abusar da comida nesta quadra: usem roupa justa! Nada melhor para evitar comer demais do que usar um vestido justo que evite que se encha o prato 3 vezes.

Mas sobretudo, a ter em atenção é: o truque é não abusar e não comer pouco saudável durante semanas e semanas a fio. Num ou noutro jantar comer um pouco de tudo nunca fez mal a ninguém e nesta época o que interessa é mesmo o convívio e a animação. Depois em Janeiro há muitos ginásios e muitas sapatilhas de corrida à nossa espera 😉

Earcuff – Hot or not?

Um dos acessórios mais na moda nas últimas estações tem sido as earcuffs, ou seja, brincos XL que acompanham o formato da orelha.

Lara_Bingle_ jennifer-lawrence-ear-cuff gold-ear-cuff

earcuffs10 Captura de ecrã 2014-11-3, às 22.01.50 12

Este tipo de acessórios não é consensual, há quem adore e claro que há quem odeie. Eu gosto dos modelos mais discretos e acho que as earcuffs são ideais para festas ou eventos mais importantes.

O essencial, ao usar earcuffs, é a contenção. Pode parecer tentador usar e abusar de acessórios mas com este tipo de brincos, todos os outros acessórios devem ser mais discretos, não se deve usar colares statement nem grandes enfeites no cabelo, deixando os brincos serem o elemento vistoso do look.

Para quem gosta, há muito por onde escolher, a preços bastante acessíveis. Ora vejam:

earcuff ear cuff

1. Accessorize 9,90€ | 2 Mango 12,99€ | 3. Parfois 2,99€| 4. Parfois 4,99€| 5. Mango 9,99€ | 6. Parfois 4,99€| 7. Zara 9,95€

Já participaram no PASSATEMPO Letheshome? Saibam como ganhar um cestinho entrançado Letheshome AQUI.

Como fazer o autoexame da mama

Outubro é o mês internacional de Prevenção de Cancro da Mama. Estima-se que na Europa surjam todos os anos 430 000 novos casos e que uma em cada 10 mulheres venha a desenvolver a doença antes dos 80 anos.

Hoje, 30 de Outubro, comemora-se do Dia Nacional de Prevenção do Cancro da Mama. Este é o tipo de cancro mais comum entre as mulheres (à exceção do cancro da pele) e corresponde à segunda causa de morte por cancro, na mulher. Anualmente, só no nosso país, são detetados cerca de 4500 novos casos de cancro da mama e 1500 mulheres não resistem à doença.

cancro mama outubro auto exame autoxame

No entanto, este tipo de cancro é um dos que têm maior probabilidade de recuperação com sucesso, caso seja detetado numa fase muito inicial. Para isso, é essencial o auto exame da mama!

A melhor altura para realizar o autoexame da mama é aproximadamente uma semana depois da menstruação (no fim do período menstrual). Se não tem uma menstruação regular, deverá realizar, preferencialmente, o autoexame sempre no mesmo dia de cada mês.

Para realizar o autoexame da mama de forma correta devemos colocar-nos de pé em frente a um espelho, com os braços estendidos ao longo do corpo.

  1. Compare as duas mamas, tendo em atenção a forma e o tamanho. Não é invulgar que uma mama seja maior do que a outra. Verifique se as mamas apresentam nódulos ou saliências, observe se houve alguma mudança no tamanho ou aspecto das mamas (como por exemplo a formação de rugas ou pregas, depressões ou descamação da pele). Verifique se os mamilos estão normais (ou, pelo contrário, se estão retraídos ou escondidos). No mamilo, tente detetar a possível presença de nódulos, o aparecimento de algum tipo de secreção ou perda de líquido. Observe as mesmas características mas, agora, com os braços em diferentes posições.
  2. Levante o braço esquerdo. Examine a mama esquerda com a mão direita, pressionando com a ponta dos dedos. Palpe a mama esquerda, de forma minuciosa e calma. Comece pela extremidade exterior, realizando movimentos circulares. Palpe toda a mama. Examine, também, a área próxima da axila, passando pela clavícula, bem como a zona abaixo da mama.
  3. Pressione, suavemente, o mamilo e verifique se existe algum tipo de secreção ou perda de líquido.
  4. Repita os passos 2 e 3 mas, agora, na mama direita.
  5. Repita os passos 2 e 3 nas duas mamas, deitada. Deve deitar-se de costas, com o braço sobre a cabeça e colocando uma almofada (ou uma toalha dobrada) sob o ombro do lado da mama que vai examinar.

E porque uma imagem vale mais do que mil palavras:

Breast_self_exam autoexame mama auto exame

Este exame é mesmo muito importante e TODAS devemos fazê-lo e convencer as nossas amigas, colegas, mães, irmãs a fazê-lo.

Informação retirada do site da Liga Portuguesa Contra o Cancro e da Roche. Mais informações sobre Factores de Risco e Rastreio de Cancro da Mama no site da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

Beauty Tip – O que fazer para evitar queda de cabelo

Seja porque chega o Outono, por gravidez, por desequilíbrios hormonais ou emocionais, por causa de uma alimentação pobre ou por outros motivos, acho que todas nós, ou pelo menos uma grande percentagem de nós, já sofreu ou sofre de queda de cabelo. Por mim falo, há alturas em que olho para a escova (e para o chão, a roupa, o sofá…) e parece que é só cabelos cabelos cabelos 😦

Por vezes a questão é mesmo médica, ou seja, há um desequilíbrio hormonal ou alguma doença sem outros sintomas, por isso o melhor é consultar sempre um médico dermatologista.

01-intro-COMP-1940181

Por vezes, e algumas mulheres não sabem disso, o cabelo começa a cair em maiores quantidades ao deixar de tomar a pílula. Nesse caso não desesperem! O corpo leva uns dois ou três meses a habituar-se e a reequilibrar-se hormonalmente, repondo a saúde do cabelo sozinho.

A maior parte das vezes – felizmente! – não há qualquer doença associada e é “apenas” stress, má alimentação, mau tratamento do cabelo e couro cabeludo, e, embora não haja remédio santo para reverter a queda de uma hora para a outra, há algumas dicas que convém seguir para prevenir a queda de cabelo:

Não se deve esfregar o cabelo no seu comprimento nem raspar as unhas ao lavar o couro cabeludo. Deve-se massajar gentilmente o couro cabeludo e deixar o champô escorrer pelo comprimento do cabelo.

Cuidar bem do cabelo. Por mais óbvio que possa parecer, convém referir que se deve aplicar sempre condicionador ou máscara nutritiva, no entanto, não se deve aplicar na raiz, ou, se se aplicar na raiz, lavar bem essa zona até saírem todos os vestígios.

Não esfregar a toalha ao tirar a humidade do cabelo. A toalha deve ser massajada no cabelo com pequenos toques e não esfregando, pois pode partir e danificar o cabelo.

Não se deve pentear o cabelo quando ainda está molhado (!!) pois fica muito mais frágil.tumblr_lojkbyE3sr1qh0au8o1_400

– Esta dica é para quase todas nós: não se deve usar secador quente, ferros ou placas de alisar. para mim isto seria impossível, tendo em conta que não gosto do meu cabelo seco ao natural e fico com frio se não secar pelo menos a raiz, mas o que tenho tentado fazer é secar com uma temperatura mais baixa, mais perto do morno, para não queimar e secar o couro cabeludo, causando assim queda de cabelo.

Não se devem usar produtos de fixação prolongada.

Não se deve prender o cabelo de forma muito puxada ou apertada. Se a raiz já estiver frágil, puxar os cabelos ao prendê-los num penteado ou rabo de cavalo apertado vai contribuir para que esses cabelos já frágeis na raiz se desprendam com maior facilidade. Mais informação sobre como prender o cabelo pode acentuar a queda.

Não se deve pintar, fazer permanentes ou alisamentos duradouros pois os químicos prejudicam bastante o cabelo. Para quem tem mesmo de o fazer (eu pinto o meu para cobrir algumas brancas) tentar sempre fazer este tipo de tratamentos com o maior espaço de tempo possível e não fazer duas destas coisas ao mesmo tempo.

Deve-se usar uma escova de madeira pois não conserva o calor. As escovas de metal ou cerâmica são muito boas para esticar o cabelo mas como conservam o calor do secador, estragam muito mais o cabelo.

Espero que ajude. Há também produtos e vitaminas para prevenir a queda de cabelo e tomar mas isso fica para um outro post.